A ternura dos 40 (ladrões?)


A ternura dos 40 (ladrões?)

Recentemente, assistimos todos ao triste espectáculo da ida de Paco Bandeira a tribunal a propósito de uma acusação de violência doméstica.

Numa perspectiva meramente racional, não faço ideia se o cantor é ou não culpado. Contudo, o meu lado puramente instintivo diz-me que sim.

Mas isso não importa para aqui. Importa sim o comportamento deplorável da criatura à entrada do tribunal, brincando com uma situação que nada tem de graciosa. Um claro desrespeito pelas mulheres que o rodeavam – e que, espantosamente, não tiveram outra reacção que não a de sorrir (medo, seria? Ou pura estupidez?), tal como pelo próprio tribunal. 

Bem como à saída, quando depois de ter deixado os sorrisos maliciosos e as graçolas dentro da sala de audiências resolveu mostrar o seu verdadeiro carácter ou falta dele, interpretem como quiserem. Talvez  o seu sentido de humor sem graça nenhuma tenha ficado em prisão preventiva. Aposto que o juiz (ou a juíza) não achou graça nenhuma…

É nestas alturas que agradeço aos deuses não ser a feliz proprietária de um veículo automóvel de topo de gama ou de uma arma de fogo ilegal. E também de não me cruzar habitualmente com Paco Bandeira. A tentação de o atropelar – correria alegremente o risco de estragar a pintura do carrinho dispendioso – ou de gastar preciosas munições seria demasiado grande para resistir…

Não que eu defenda o uso da violência como resposta à violência, mas sou apenas humana… E uma humana cheia de defeitos. Contudo, tenho muito mais qualidades. E uma delas é precisamente esta: a de dizer (ou melhor, escrever) aquilo que muitos pensam mas dizem que não.

Deve ser a ternura dos 40…

Que se lixe para não dizer outra coisa pior


Que se lixe para não dizer outra coisa pior

A Mãe Natureza em Acção - Samouco

Hoje decidi por de parte todos os sábios concelhos da minha espiritualidade, em particular, a premissa de “faz tudo o que te apetecer, desde que não prejudiques os outros”, e ser tudo aquilo que entendo que um ser humano não deve ser: mesquinha, invejosa, vingativa e arrogante.
Ponto número um.
A propósito do 70.º aniversário do rei Eusébio (não poderia passar em claro!) comecei o dia de ontem com a notícia do lançamento da respectiva biografia escrita (?) pelo senhor João Malheiro.
Mas quem é o senhor João Malheiro para ter o privilégio de escrever a biografia de alguém como o Eusébio? Não quero saber do suposto vasto CV do conhecido escrevinhador, nem do facto de ser accionista do Benfica.
Nada disso é suficiente para me convencer.
O que não falta neste esquisso de país são cabeças capazes (e merecedoras) de escrever a biografia do rei. Podem ter a certeza que estou incluída nesse grupo. E certamente também não carecemos de benfiquistas (dos verdadeiros, como eu) competentes para tal empreendimento.
Ponto número dois.
Percebemos facilmente como a civilização teve um final infeliz em Portugal, se é que alguma vez por cá passou (olhando para a história mais recente, não me lembro de me cruzar com ela uma única vez), quando um homem condenado e sentenciado pela justiça tem direito a tempo de antena nas diversas televisões nacionais para promover o seu mais recente livro. Livro esse que se baseia, precisamente, no desenrolar do processo que levou à sua condenação.
Refiro-me a Carlos Cruz (e, mais uma vez, cá está o senhor João Malheiro metido ao barulho) e ao manifestamente infeliz processo da Casa Pia.
Não sei se a comercialização do livro (cujo grafismo da capa parece uma primeira página do “Correio da Manhã”)  trará frutos financeiros ao Carlos Cruz, mas acredito que sim.
Pergunto-me como é que uma sociedade permite que um condenado por um crime (tão ignóbil) usufrua de acções de promoção/divulgação de um produto relacionado com o delito pelo qual foi condenado e que lhe permitirá (alegadamente) obter lucros.
Já nem sequer me refiro às vítimas, pois não considero que tenha capacidade para me por no seu lugar, mas como espectadora (e não me digam para mudar de canal, porque mesmo que o fizesse, teria que assistir ao mesmo triste espectáculo), não é castigo suficiente ter que aturar a crise de mania da perseguição de Carlos Cruz?
Ponto número três.
Há ainda que referir as recentes declarações do senhor Presidente da República.
Fora tristes, infelizes e inoportunas e gostaria muito de ter algo intelectualmente valoroso para dizer a respeito. Contudo, a única coisa se me oferece dizer é que mais valia que o senhor Presidente da República voltasse a encher a boca com bolo-rei ao ponto de não lhe ser possível voltar a falar.
Pelo menos, em público. Se lhe apetecer faltar ao respeito aos seus mais próximos, esteja à vontade. É um direito que lhe assiste.
Nota final.
Para aqueles que ainda não repararam, o fim do mundo agendado para Dezembro deste ano já começou. Dá para assistir nos céus da Europa.
Pode ser o fim do mundo, mas é um espectáculo inigualável.
Tal como todos os espectáculos que a Mãe Natureza nos oferece.
Aproveitem.

Nota da editora: Valorizem o esforço titânico que fiz para conseguir escrever este texto sem ser indecorosa.


Ainda à espera de resposta!

Castelodasandrix's Blog

Heróis Populares Portugueses – Lista

Para aqueles que o solicitaram – e também para os restantes, naturalmente – aqui fica a lista completa dos artigos respeitantes aos Heróis Populares Portugueses.

Nela podem encontrar as personalidades que ainda serão objecto de atenção, bem como os textos que foram já publicados, com indicação do respectivo link.

Se quiserem fazer sugestões, estejam à-vontade. Basta comentarem.

Já publicados:

Martim Moniz

https://castelodasandrix.wordpress.com/2011/05/17/martim-moniz-herois-populares-portugueses-8/

Vasco da Gama https://castelodasandrix.wordpress.com/2011/09/26/vasco-da-gama-herois-populares-portugueses-10/

Magalhães

https://castelodasandrix.wordpress.com/2011/08/09/fernao-de-magalhaes-herois-populares-portugueses-8/

Zé do Telhado

https://castelodasandrix.wordpress.com/2011/03/15/ze-do-telhado-herois-populares-portugueses-1/

Humberto Delgado

https://castelodasandrix.wordpress.com/2011/03/30/humberto-delgado-herois-populares-portugueses-5/

Catarina Eufémia

https://castelodasandrix.wordpress.com/2011/03/23/catarina-eufemia-herois-populares-portugueses-4/

Os Doze de Inglaterra

https://castelodasandrix.wordpress.com/2011/04/05/os-doze-de-inglaterra-herois-populares-portugueses-6/

Egas Moniz

https://castelodasandrix.wordpress.com/2011/10/10/egas-moniz-herois-populares-portugueses-11/

Geraldo sem Pavor https://castelodasandrix.wordpress.com/2011/03/17/geraldo-sem-pavor-herois-populares-portugueses-2/

A Ferreirinha https://castelodasandrix.wordpress.com/2012/01/02/antonia-ferreira-a-ferreirinha-herois-populares-portugueses-14/

Padeira de Aljubarrota

https://castelodasandrix.wordpress.com/2011/03/20/brites-de-almeida-a-padeira-de-aljubarrota-herois-populares-portugueses-3/

Salgueiro Maia

https://castelodasandrix.wordpress.com/2011/04/25/salgueiro-maia-herois-populares-portugueses-6/

Carolina Beatriz Ângelo

https://castelodasandrix.wordpress.com/2011/03/07/carolina-beatriz-angelo-dia-da-mulher/

Marquês de Pombal

https://castelodasandrix.wordpress.com/2011/09/05/marques-de-pombal-herois-populares-portugueses-9/

“Mata Milhões” https://castelodasandrix.wordpress.com/2012/01/11/3289/

Catarina de Bragança

https://castelodasandrix.wordpress.com/2011/11/21/catarina-de-braganca-herois-populares-portugueses-13/

João Garcia

https://castelodasandrix.wordpress.com/2011/11/08/joao-garcia-herois-populares-portugueses-12/

 

A publicar:

Gago Coutinho/Álvares Cabral

Fernando Pessoa

Gil Vicente

Infante D. Henrique

Camões

Feio Terenas

Nuno Álvares Pereira

Elias Garcia

Alexandre Herculano

Eça de Queiroz

Aristides de…

View original post mais 22 palavras


Aqui estão os links para votarem nas minhas fotos concorrentes ao concurso da NatGeo Portugal.

Para votarem, basta acederem ao link e fazer LIKE na foto!

Toca a dar ao dedo e a divulgar aos amigos e aos amigos dos amigos!

Rio Vouga

https://www.facebook.com/#!/photo.php?fbid=2503171271223&set=o.107307059419&type=1&theater

Samouco, Alcochete

https://www.facebook.com/#!/photo.php?fbid=2497184481557&set=o.107307059419&type=1&theater

Vila Nova de Gaia

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=2497184481557&set=o.107307059419&type=1#!/photo.php?fbid=2510287449123&set=o.107307059419&type=1&theater

Região de Leiria

https://www.facebook.com/#!/photo.php?fbid=2513445088062&set=o.107307059419&type=1&theater

 

 

 

 

 

 

 

Guimarães Capital Europeia da Cultura


Guimarães 2012


Capital Europeia da Cultura inaugura a 21 de janeiro com um programa especial para a semana de abertura
in http://www.guimaraes2012.pt/

De 21 a 28 de janeiro, Guimarães 2012 convida todos a viverem uma semana especial de descoberta do que é a Capital Europeia da Cultura, em 2012, em Guimarães.
A abertura oficial inicia no Sábado, dia 21, pelas 18.00 horas, com uma cerimónia protocolar e multidisciplinar de abertura, até às 20.00 horas. De seguida, pelas 22.00 horas, no Largo do Toural tem início um inesquecível espectáculo de rua, inaugurando Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura. A partir da meia-noite, a festa contagia a cidade e entra por todos os bares, ruas, largos e praças do Centro Histórico de Guimarães. É “A primeira noite”.

Durante toda a semana haverá novíssimas exposições à tua espera, percursos na cidade para serem descobertos, músicas para serem ouvidas e filmes para serem vistos, bem como contos para serem contados, laboratórios para serem experimentados e oficinas para serem trabalhadas.

No sábado seguinte, a semana de abertura celebra a interpretação de Guimarães enquanto Capital Europeia da Cultura, acolhendo uma nova criação de dança contemporânea desenvolvida em Guimarães, levando música às casas dos vimaranenses e convidando os Buraka Som Sistema para um grandioso concerto.

Num percurso que enche Guimarães de cultura e num ritmo que veio para ficar o ano todo, Guimarães é o primeiro palco da cultura europeia em 2012. É também o teu palco em 2012.

Consulta o programa da semana de abertura aqui.
http://www.guimaraes2012.pt/arq/fich/Semana_Abertura.pdf

Foto para o National Geographic


Samouco, Alcochete

Foto a concurso em “Lugares de Portugal” na página da Nat Geo Portugal no Facebook (https://www.facebook.com/photo.php?fbid=2497184481557&set=o.107307059419&type=1#!/media/set/?set=o.107307059419&type=1)

Vão até lá e façam Like.

Basta entrar no álbum Photos of Nat Geo Portugal.

E voltar lá mais algumas vezes…