Egas Moniz – Heróis Populares Portugueses (11)


Egas Moniz

Heróis Populares Portugueses (11)

Egas Moniz

Nascido António Caetano de Abreu Freire a 29 de Novembro de 1874 no seio de uma família aristocrata rural, recebeu os apelidos Egas Moniz, pelos quais ficaria conhecido, por insistência do seu tio e padrinho, o padre Caetano de Pina Resende Abreu Sá Freire, uma vez que a família descendia em linha directa de Egas Moniz, o aio de Dom Afonso Henriques.

Egas Moniz completou a instrução primária na Escola do Padre José Ramos, ingressando depois no Curso Liceal no Colégio de S. Fiel, dos Jesuítas, em Louriçal do Campo, no concelho de Castelo Branco.

Formou-se em Medicina na Universidade de Coimbra, onde começou por ser lente substituto, leccionando as cadeiras de anatomia e fisiologia. Em 1911 seria transferido para a recém-criada Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa onde foi ocupar a cátedra de neurologia como professor catedrático.

Egas Moniz contribuiu decisivamente para o desenvolvimento da medicina ao conseguir pela primeira vez dar visibilidade às artérias do cérebro. A angiografia cerebral, que descobriu através de diversas experiências com raios X, permitiu localizar neoplasias, aneurismas, hemorragias e outras mal-formações no cérebro, abrindo igualmente novas oportunidades para a cirurgia cerebral.

Tal como no caso da angiografia cerebral, Egas Moniz contou com a colaboração de Pedro Almeida Lima, desenvolver uma técnica inovadora à época: a leucotomia pré-frontal.

As suas descobertas científicas levaram a que fosse proposto ao Prémio Nobel da Medicina por cinco vezes, primeira das quais alguns meses após ter publicado o seu primeiro artigo sobre a encefalografia arterial e, subsequentemente, ter feito, no Hospital de Necker, em Paris, uma demonstração da técnica encefalográfica.

Em 1949 seria galardoado com o prestigiado prémio internacional.

Para além de médico, Egas Moniz teve também um papel político activo, tendo sido fundador do Partido Republicano Centrista, uma dissidência do Partido Evolucionista e apoiou o regime de Sidónio Pais, durante o qual exerceu as funções de Embaixador de Portugal em Madrid (1917) e Ministro dos Negócios Estrangeiros (1918). Registe-se ainda a sua produção literária, tendo sido autor, entre outros, das obras “A nossa casa” e “Confidências de um investigador científico”.

Faleceu em Lisboa, a 13 de Dezembro de 1955.

Cinco anos antes foi fundado no Hospital Júlio de Matos o Centro de Estudos Egas Moniz, do qual chegou a ser presidente. O Centro de Estudos seria transferido, em 1957, para o serviço de Neurologia do Hospital de Santa Maria onde existe ainda hoje e no qual se integra o Museu Egas Moniz.

One thought on “Egas Moniz – Heróis Populares Portugueses (11)

  1. Pingback: Heróis Populares Portugueses – Lista « Castelodasandrix's Blog

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s