Lisboa Air Race, Ases pelos Ares


Lisboa  Air Race

Ases pelos Ares

Lisboa recebeu este fim de semana, no Parque das Nações, o ARC – Air Race Campionship,  um evento que combina corrida e acrobacia aérea e ao qual se aliou a Força Aérea Portuguesa, que celebra este ano 64 anos.

As acrobacias aéreas não são desconhecidas dos portugueses – quem não se lembra dos Asas de Portugal? – mas o conceito de corrida de aviões, um pouco à semelhança do que sucede com o desporto automóvel, começa agora a ganhar asas.

Nesta edição – o ano passado contou com uma corrida em Cascais, embora ainda sem o estatuto global da de 2016 – estiveram em competição 8 aviões.

As 8 aeronaves percorrem em simultâneo,  a mais de 350 km/h. um circuito de formato oval, demarcado por 6 pylons insufláveis colocados sobre a água.

A prova contou com mais de 24 pilotos de 9 países que representaram as 3 categorias que estiveram em competição ( Sport, Vintage e Extreme) ao longo destes 2 dias.

No entanto, o evento não se limitou à prova oficial, a primeira da época.  De fato, o Lisboa Internacional Airshow contou com a presença da Força Aérea Portuguesa,  que comemora o Centenário da Aviação Militar e o seu 64° aniversário.  Os militares demonstraram algumas das capacidades das suas aeronaves, através da largada de paraquedistas e de botes, diferentes formações e ainda com uma exibição dos cadetes. Apesar destas demonstrações terem conquistado o muito público presente no Parque das Nações, será justo dizer que o momento alto do Lisboa Internacional Airshow foi protagonizado pelo convidado F16 da Força Aérea belga.  A exibição deste caça permitiu ao público perceber como é feita a aproximação a alvos reais, bem como algumas habilidades possíveis graças à velocidade e à manobrabilidade destas aeronaves.

Uma nota menos positiva para o vento, que prejudicou algumas das exibições extra competição, tal como o desempenho dos aviões em prova, em particular, nas qualificações do primeiro dia.

Classes em competição

Classe Extreme

Ágeis e velozes, estas aeronaves suportam cargas até ± 10G.

Classe Vintage

Estas aeronaves de treino de origem soviética voaram pela primeira vez em 1976. O yak-52 tem um potente motor radial Vedeneyev M14P de 360/400 hp e 9 cilindros. O destaque vai para a manobralidade e som.

Classe Sport

Popular, rápido e de capacidade acrobática total. Esta nova classe é  composta pelas aeronaves experimentais Van.

Mais informações e resultados das provas em:

http://www.airrace.pro/index.php/pt/
Mais imagens  em:

https://www.instagram.com/p/BHZyYggjpyb/

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s