Mirror or the Norse soul Espelho da Alma Norueguesa



Mirror or the Norse soul

Espelho da Alma Norueguesa

I’m absolutely in love with this. It’s pure magic.

Makes me travel in time.

Makes me feel like I’m back into one of my most treasured past lives. A long desired present one.

Takes me home. Home to where my soul feels it should live. Where it belongs.

Takes me to that warm and shy spring sun light.

To that particular place in the woods that makes one wonder if reality was left behind.

To where your feet merge into the ground by the icy lake.

To the embracing darkness of a Winter afternoon. 

Thank you for making me feel so peaceful. So at home. For making my soul believe that one day, maybe, just maybe, it will return home. Even if the body stays somewhere else.

 

 skuggja

Ivar Bjørnson and Einar Selvik photo by Ester Segarra

 

Skuggsjá é uma peça musical escrita por Ivar Bjørnson e Einar Selvik.

Concebida por estes dois músicos,  das bandas Enslaved e Wardruna, respetivamente, a peça resultou de uma encomenda para as celebrações do 200º aniversário da Constituição da Noruega. A sua estreia teve lugar em setembro de 2014, no festival EIDSIVA Blot, em Eidsvoll, onde a Constituição foi escrita. Pouco depois da sua estreia, o projeto Skuggsjá foi anunciado como um dos cabeças de cartaz da 20ª edição do Festival Roadburn de 2015.

O desejo crescente de apresentar Skuggsjá a um público mais amplo acabou por levar Bjørnson e Selvik a gravar a peça na sua totalidade. O álbum resultante foi editado no início de 2016.

Skuggsjá pode traduzir-se como  “espelho” ou “reflexo” na língua nórdica (norse, ou seja, escandinava ou nórdica, na forma mais generalista, ou norueguesa). A peça  contextualiza o papel difícil da música na democracia na Noruega em 2014, mas reúne também tópicos da antiga história musical do país, solidificando a posição da música como a exportação cultural norueguesa mais importante.

Ao destacar ideias, tradições e instrumentos do seu passado, Skuggsjá conta a história da Noruega e reflete no presente aspectos relevantes do passado, conceitos à luz dos quais se procura refletir sobre os noregueses enquanto povo e nação. Uma magnífica tapeçaria de instrumentação metal, uma variedade dos  instrumentos mais antigos de toda a Escandinávia e da Noruega, bem como  poesia, em norueguês arcaico e moderno, Skuggsjá é uma fusão entre o passado e o presente, tanto lirica como musicalmente.

Tradução/adaptação by Castelo da Sandrix

Original in http://www.skuggsja.no/

http://www.season-of-mist.com/

Skuggsjá is a musical piece written by Ivar Bjørnson and Einar Selvik. Arranged to be performed by Enslaved and Wardruna and was originally initiated as a commissioned concert piece for the 200th anniversary of the Norwegian Constitution and premiered in September 2014 at the Eidsivablot festival, Eidsvoll where the constitution was written. Shortly after its debut Skuggsjá was announced as one of the headliner acts of the 20th edition of Roadburn Festival 2015.

The growing desire to present Skuggsjá to a broader audience has ultimately led the Bjørnson and Selvik to record the piece in its entirety. There will be an album in 2016 and details regarding its release will follow soon.

Skuggsjá translates into ‘mirror’ or ‘reflection’ in the Norse language, and the piece not only contextualizes harder music’s role in the democracy in Norway in 2014, but also joins threads from the country’s ancient musical history and solidifies harder music’s position as Norway`s most important cultural export.

By highlighting ideas, traditions and instruments of their Norse past, Skuggsjá tells the history of Norway and reflect relevant aspects from the past into the present day. In light of this we reflect on ourselves as a people and nation. In a magnificent tapestry of metal instrumentation, a wide variety of Norway´s and Scandinavia’s oldest instruments, and poetry in Norse and Norwegian, Skuggsjá is a fusion between past and present, both lyrically and musically. 

 

Line-up

Ivar Bjørnson: vocals, guitars, bass, keyboards
Einar Selvik: vocals, taglharpa, Kravik-lyre, goat-horn, birch-bark lure, bone-flute, percussion, electronics

Contributing musicians

Grutle Kjellson: vocals
Lindy-Fay Hella: vocals
Eilif Gundersen: birch bark lure
Olav L. Mjelva: Harding fiddle
Cato Bekkevold: drums

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s