25 de Abril 40 Anos


Diapositivo7

“E esse cravo de Abril

renasce todos os anos

com o aroma dos afectos

para fazer novos planos

E no fundo para lembrar

que Abril não acabou

pois não é só uma data

mas o futuro que começou

O que trago na lapela

é filho de um outro cravo

que no peito de um soldado

foi de todos o mais bravo”

José Jorge Letria in Era uma vez um cravo

Diapositivo8

“E neste álbum antigo

na velha fotografia

é a flor que soletra

o nome da poesia

Era uma vez um cravo

num história sem idade

e eu ao lembrá-lo em verso

escrevo sempre Liberdade”

José Jorge Letria in Era uma vez um cravo

Diapositivo9

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s