25 de Abril 40 Anos


Diapositivo1

“E de tanto viajar

de umas mãos para outras mãos

o nosso cravo de Abril

fez dos amigos irmãos

Irmãos num sonho antigo

vivido com muitas cores

e agora a guerra de África

era batalha de flores

Já não era a preto e branco

este país renascido

coloria-se em festa

por tudo fazer sentido”

José Jorge Letria in Era uma vez um cravo

Diapositivo2

“E o cravo desta história

lá ficou de atalaia

até chegar à lapela

do capitão Salgueiro Maia

Era o homem dos tanques

que vinha de Santarém

e fez render o terror

que andava num vaivém

O cravo de praça em praça

foi tingindo de alegria

o rosto de uma cidade

com asas de poesia”

José Jorge Letria in Era uma vez um cravo

Diapositivo3

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s