Samhain – Halloween


Samhain

Samhain (Festa de Todos os Santos, All Hallows, Mischief Night, Hallowmas, Noite de Saman, Samaine, Halloween, All Hallows Eve)

Samhain (pronuncia-se Sou-ein) é festejado a 31 de Outubro, celebrando a última das colheitas. Popularizada como a Noite das Bruxas, ou Halloween, nos países anglo-saxónicos, esta noite é também aquela em que o véu que separa o mundo material do espiritual é mais fino, facilitando o contacto com os nossos antepassados. Os Portões das Sidhe, que dividem os dois mundos, estão abertos e nem os humanos nem as fadas precisam de senhas para entrar e sair. O Outro Mundo concilia-se com o nosso à medida que a luz do Sol baixa e o crepúsculo chega.

Entre os diversos rituais associados a este festival está a realização de uma ceia em silêncio, através da qual se tenta contactar com aqueles que já cruzaram os portais entre os dois mundos. De igual forma, é tradicional deixar um lugar à mesa destinado aos antepassados, servindo os respectivos pratos como se eles estivessem fisicamente presentes na ceia.

Para aqueles que não têm família para celebrar seus ancestrais, é comum deixarem-se alimentos no exterior da casa, na porta de entrada, em homenagem aos familiares e amigos desencarnados.

Nesta época do ano, o pico do Outono no hemisfério Norte, o frio cresce e a morte vaga pela Terra. O Sol enfraquece rapidamente, enquanto a sombra cresce e as folhas das árvores caem, anunciando a chegada do Inverno. O Sol está em seu ponto mais baixo no horizonte, segundo as medições feitas na antiga na Britânia e na Irlanda, razão pela qual os celtas escolheram esta celebração, em lugar do Yule, o Solstício de Inverno, para representar o Ano Novo.

Na Antiguidade, os europeus assinalavam esta época das últimas colheitas com o sacrifício dos seus gados, uma forma de aproveitar a carne dos animais que não conseguiriam sobreviver aos rigores do Inverno. Deste modo, apenas os mais fortes seriam mantidos para o ano seguinte.

No sentido mais espiritual, a noite de Samhain marca o momento em que o Velho Rei morre e a Deusa Anciã lamenta sua ausência nas próximas seis semanas. Apesar da morte do Deus, que se torna no Senhor da Morte e das Sombras, a sua alma permanece viva na criança ainda por nascer que crescer na Deusa e que simboliza a nova vida. Este momento simboliza a morte das plantas e a hibernação dos animais.

O Halloween é também um festival do fogo, facto que é assinalado com o acender de fogueiras que servirão para iluminar o caminho dos espíritos para o Outro Mundo, também chamado País de Verão.

Para que os espíritos encontrem o caminho para o nosso mundo, bem como sejam guiados na sua jornada de regresso, é habitual colocar uma vela acesa na janela da casa.

Sendo esta considerada como a noite mais mágica do ano, o Samhain é igualmente tido como sendo um momento muito favorável para as práticas divinatórias, nomeadamente, no que concerne a fortunas e casamentos futuros. Para tal, colocavam-se várias maçãs num grande barril de água, em redor do qual as mulheres se reuniam. A primeira que conseguisse apanhar uma das maçãs seria a primeira a casar no ano seguinte.

Contudo, a prática do Samhain que maior fama granjeou foi a das máscaras de abóbora, chamadas Jack O’Lantern  e que mantém até aos dias de hoje, integrando as actuais celebrações do Halloween.

A sua origem não é clara, sendo atribuída tanto aos escoceses como aos irlandeses. Sabe-se que as máscaras eram utilizadas por pessoas que precisavam sair durante a noite de Samhain, uma vez que as sombras provocadas pelas faces esculpidas nas abóboras afastavam os maus espíritos e todos os seres do outro mundo que vinham para perturbar. As mesmas máscaras eram também colocadas nos batentes das janelas e em frente à porta de entrada para proteger toda a casa.

Já a tradição de percorrer as casas da vizinhança pedindo doçuras ou travessuras tem origem celta. Contudo, era um ritual praticado pelos adultos e não pelas crianças, como sucede actualmente, que se deslocavam de casa em casa, cantando, e que eram presenteados pelos habitantes.

O Samhain é um tempo para a reflexão, no qual olhamos para o ano mágico que passou e estabelecemos as metas para nossa vida no ano que entra.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s