Maria Severa – Heróis Populares Portugueses 20


Maria Severa – Heróis Populares Portugueses 20

 

Maria Severa

Maria Severa Onofriana nasceu  em Lisboa, na paróquia dos Anjos, a 26 de Julho de 1820, segundo o seu assento de baptismo datado de 12 de Setembro do mesmo ano, sendo filha de Severo Manuel de Sousa, natural da freguesia de S. Nicolau, em Santarém, e de Ana Gertrudes, nascida em Portalegre. O casal havia celebrado matrimónio a 27 de Abril de 1815, na Paróquia de Santa Cruz da Prideira de Santarém.

Da sua vida pouco se conhece. Contudo, o mito criado em redor da sua figura é rico em episódios interessantes.

Segundo o poeta Bulhão Pato, que a conheceu pessoalmente, “a pobre rapariga foi uma fadista interessantíssima como nunca a Mouraria tornará a ter!… Não será fácil aparecer outra Severa altiva e impetuosa, tão generosa como pronta a partir a cara a qualquer que lhe fizesse uma tratantada! Valente, cheia de afectos para os que estimava, assim como era rude para com os inimigos. Não era mulher vulgar, pode ter a certeza”.

Outro seu contemporâneo, Luís Augusto Palmeirim esteve na sua presença apenas uma vez, mas bastou para ficar impressionado e ” para nunca mais me esquecer da esbelta rapariga, que tinha lume nos olhos, uma voz plangente e sonora, e, apesar destas aparentes seduções, uns modos bruscos e sacudidos, que avisavam os seus interlocutores a porem-se fora do alcance «de um revés de fortuna»”.

 

Embora tenha ficado associada ao bairro da Mouraria, onde ainda hoje é possível a sua pequena habitação (no pequeno largo que ostenta o seu nome) , Maria Severa terá cantado em diversos sítios, em particular os mais relacionados com a prostituição – actividade à qual se dedicaria – como o Bairro Alto, mas também em em festas aristocráticas, como o Palácio do Conde de Vimioso, no qual cantou acompanhada à guitarra por Roberto Camelo. Estas presenças nos círculos sociais mais elevados da época foram possíveis devido à ligação próxima ao conde de Vimioso. Os dois amantes ter-se-ão conhecido na taberna da Rosária dos “Óculos”, na Rua do Capelão (no bairro da Mouraria).

Maria Severa Onofriana morreu muito jovem, com 26 anos, a 30 de Novembro de 1846, na Rua do Capelão. De acordo com o assento de óbito terá morrido apoplética e sem sacramentos, sendo sepultada no Cemitério do Alto de S. João.

 

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s