“The Devil is in the details”


“The Devil is in the details”

O diabo está nos detalhes, disse recentemente o Presidente da República, citando um adágio inglês: “The Devil is in the details”.

Um adágio que, diga-se, é uma enorme verdade.

Vamos a uma situação real que o comprova.

Vocês estão à procura de emprego, acedem à página www.net-empregos.pt (gerida pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional) e respondem a um anúncio que apresenta o seguinte texto”
Clínica de Estética na Av. de Roma em Lisboa precisa de Recepcionista para entrada imediata.
Exige-se sentido de responsabilidade, boa comercial, bom relacionamento com colegas e com clientes.
Vencimento acima da média e comissões nas vendas de produtos e serviços.
Por favor enviar seu CV para: xxxxxxxxxxx@ drfootandbody.com

Obrigado”
Até aqui, nada de anormal. Isto se não ligarmos ao facto do nome da empresa estar mal escrito no campo do anúncio onde se identifica a empresa anunciante (Dr. Fooyandbody em lugar de Dr. Footandbody) e de alguns erros que esperemos sejam de engano. Não é um bom começo, é verdade. Que impressão nos fica de uma empresa que não escreve o seu nome de forma correcta?

Bom, mas enfim, enganos acontecem.

Numa rápida pesquisa num qualquer motor de busca, confirmamos que a empresa existe – no meu caso, nem seria necessário pesquisar, pois já vi o exterior das suas instalações na morada citada – e que publicou diversos anúncios nos últimos meses, procurando desde empregadas de limpeza até técnicos de informática e esteticistas para a área da Grande Lisboa.

Provavelmente, está a “arrancar em força” com a sua actividade, queremos acreditar.

Pronto, arrisquemos a responder.

Um ou dois dias depois recebemos um email a confirmar a recepção da nossa candidatura. Infelizmente, a vaga à qual concorremos já foi preenchida – o que não é surpresa nenhuma – mas a empresa tem algo diferente para nos propor. Segue o texto:

“Boa tarde!

Obrigado por sua resposta à nossa oferta de trabalho.

Registamos seu interesse, mas só temos uma vaga e penso que encontramos alguém também com ótimas competências para o desempenho do cargo.

Contudo, estamos desenvolvendo um projeto empresarial novo onde seu perfil parece enquadrar-se.

É uma empresa de compras coletivas, (tipo Groupon, Lets Bonus) setor em enorme crescimento e onde teremos vantagens competitivas.

Precisamos de comerciais que visitarão os parceiros, para formalizarem os contratos para os serviços/produtos a promover pelo site de compras coletivas, digamos que não é vender mas é necessário ter dotes comerciais.

Precisamos de comerciais para todo o país, (cada comercial trabalhará preferencialmente na sua área de residência) propomos-lhe assim este desafio.

Pagaremos mais de 1.200 € mensais, comissões e prémios. Será fácil conseguir-se acima de 1.600 €. Haverá um contrato de prestação de serviços legal, vulgarmente chamado “recibos verdes”,(não poderá estar a receber subsídio de desemprego) com objetivos definidos e facilmente cumpríveis.

Espero que se interesse pela proposta que lhe fizemos.

Se for mesmo de seu interesse, por favor contacte-nos para:

planet.discount.recrutamento@gmail.com

por onde lhe esclarecerei todas as dúvidas e combinaremos uma entrevista.

Sem mais de momento e aguardando seu retorno para o endereço que indiquei.

Atentamente

Zé Ninguém”.

Depois de percebemos o que pretendem – ou melhor, quem pretendem – afinal, fazemos nova busca na internet. Quem sabe se o nome da clínica na Avenida de Roma não está a ser usado pela Planet Discount para recrutar “comerciais”?

Rapidamente chegamos à conclusão que não. O email referido no anúncio para recepcionista (que se reporta a um nome de um responsável, por isso não o refiro aqui) corresponde ao endereço electrónico da clínica tal como apresentado na sua página online.

Ou seja, a dita clínica já deve ter todas as esteticistas, recepcionistas, técnicos de informática e empregadas da limpeza que necessita. Qual a relação entre as duas? Não sei e não perdi tempo a tentar descobrir. Se o quiserem fazer, estejam à-vontade e depois digam qualquer coisa.

Ainda a este propósito, devo acrescentar que a dita clínica tem um conjunto de promoções disponíveis através da empresa DZ Count, outra que se dedica à divulgação deste tipo de campanhas. Refira-se, a título de curiosidade, que há alguns meses atrás, esta mesma DZ Count anunciou estar a recrutar colaboradores (um número considerável e peço desculpa por não o referir com exactidão, mas não tive oportunidade de procurar o respectivo anúncio, ao qual também  respondi).

O processo de recrutamento poderia ser acompanhado através da página da empresa no Facebook. Para tal, bastaria aos interessados fazer “Like” na página e aceder à mesma para saber das novidades.

Acontece que, das quase dez pessoas que sei que responderam ao anúncio, nenhuma foi contratada. No entanto, as caixas de email de todos são bombardeadas com as promoções da DZ Count. Estas mesmas pessoas seriam igualmente bombardeadas no Facebook, aposto, mas já nenhuma delas integra a página da empresa, que tem 14.010 “Likes”.

Aprendam, amigos.

Quando quiserem fazer uma mailing list para o vosso negócio, coloquem um anúncio a recrutar colaboradores. É um verdadeiro Euromilhões.

P.S. – Os textos dos anúncios aqui reproduzidos foram inseridos no post recorrendo ao famoso copy/paste, pelo que não me responsabilizo pelos erros ortográfico/gramaticais.

 Os restantes são meus.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s